– Em sintonia com os limites da cidade –

Arquivo para novembro, 2010

Denúncia de agressão contra o rapper ICE BAND (Aglomerado Serra)

Via e-mail, a equipe do Conexão Periférica recebeu a seguinte notícia, publicada no site do jornal Estado de Minas:

 

O agente cultural, diretor do Centro de Referência Hip Hop Brasil e responsável pelo projeto Hip Hop Educação para a Vida, acatado pelo programa de incentivo à cultura de Belo Horizonte, direcionado a crianças de 6 a 14 anos das escolas municipais da periferia, Hudson Carlos de Oliveira, foi espancado quando se reunia com amigos em um bar em Santa Efigênia, Região Leste.

Hudson teve o maxilar deslocado, afundamento dos dentes, fratura da clavícula e ferimentos nas pernas e braços. Ele está internado no Hospital de Pronto-Socorro João XXIII. Apesar de nenhum dos acusados de atacá-lo terem sido feridos, ele foi indicado como agressor no boletim de ocorrência feito por policiais militares da 3ª Cia do 1º BPM. Um detalhe: Hudson é deficiente físico, tem uma prótese no olho esquerdo e um braço e perna com movimentos limitados. O caso foi encerrado no plantão da 1ª Delegacia de Polícia Civil. A assessoria da PC não informou o nome do delegado nem o teor da ocorrência.

O Conexão Periférica, em solidariedade ao rapper e promotor da cultura no Aglomerado Serra, expõe o seu apoio à família e às pessoas mais próximas ao Hudson Carlos. Que esse fato seja esclarecido e os culpados, indiciados.

Face a esse acontecimento, mandamos um grande SALVE!  ao Ice Band.

 

Anúncios

Belo Horizonte vive situação delicada em relação às suas ocupações urbanas

Nos próximos dias, poderá haver um desalojamento em massa das ocupações urbanas existentes em Belo Horizonte – dentre elas, a Camilo Torres (no Barreiro), o Recanto UFMG (em frente à portaria da Av. Antônio Carlos) e a Dandara (bairro Céu Azul, limite com Ribeirão das Neves). Estima-se que 20 mil pessoas enfrentarão as dificuldades das chuvas nas ruas da cidade, caso as reintegrações de posse dos terrenos (ociosos, diga-se de passagem, há bastante tempo) seja efetivada. Pontes e viadutos da Linha Verde serão, talvez, a nova moradia desses sem-teto.

Com uma postura que não contempla o debate, a Prefeitura de Belo Horizonte não tem dialogado com os ocupantes para se chegar a uma solução. Numa firme postura de relutância, as pessoas permanecem nas suas casas – correndo o risco de serem expulsas pelo Batalhão de Choque da Polícia Militar, grupo de enfrentamento à desordem pública.

Por conta dessa situação conflituosa, diversos setores da sociedade, atuantes e simpáticos aos movimentos de ocupação, estão encabeçando um manifesto contra esse desalojamento forçado, procurando a via do diálogo (que não tem sido a máxima operante da atual gestão municipal). Um manifesto já foi publicado, podendo ser lido neste link.

Fica aqui aberto o espaço para a Prefeitura de Belo Horizonte para o seu posicionamento.


36 anos de Hip Hop. SALVE!

Galera, hoje é 12 de novembro. O Conexão Periférica cumprimenta a todos pelo Dia Mundial do Hip Hop.

O movimento se iniciou na década de 1970 nas áreas centrais de comunidades jamaicanas, latinas e afro-americanas de Nova Iorque. Muitos atribuem ao fenomenal Afrika Bambaataa a criação oficial do movimento, estabelendo quatro pilares essenciais na cultura hip hop: o rap, o DJ, a breakdance e o grafite. Outros elementos incluem a moda hip hop e as gírias.

Vamos celebrar porque a data exige! O Conexão separou alguns vídeos da galera que está envolvida nessa cultura. O primeiro é do pioneiro do hip hop, Afrika Bambaataa. Aumente o volume!

Em terras brasileiras, quem é rei não perde a coroa. Salve Racionais MCs!

Pra quem já mordeu um cachorro por comida, até que o Emicida chegou longe.

#HipHop36Anos


Domingo, 14/11: BRAVUN no Berimbau Circo Bar, no Eldorado

BRAVUN: no Yorubá, significa toque dos atabaques, sonorizados de forma a chamar diversos Orixás. É também a dança de OXUMARÊ, símbolo da continuidade e da permanência.

Embora seja nítida que a maior parte da fomação populacional de Contagem seja de afrodescendentes, ainda se fazem necessárias ações que promovam a devida conscientização do que é ser negro neste município, estado e país, assim como o entendimento das políticas publicas de valorização e defesa dos direitos da pessoa negra e afodescendente.

Assim, nasceu a idéia de realizar um sarau homenageando os artistas negros que vêm se destacando com suas produções, no estado e no município de Contagem, e ao mesmo tempo abrir espaço para divulgação dos novos talentos afrodescendentes.

LOCAL: Berimbau Circo Bar – Avenida João César de Oliveira, n° 496 – Eldorado – Contagem, MG

Entrada: 6,00  + 1 brinquedo ou 1Kg de alimento que serão doados, no perído do Natal, para crianças carentes do município.

PROGRAMAÇÃO

18h: Abertura da casa

18h40: Abertura oficial do evento

19h: Exibição vídeos documentários

19h30: Fotovídeo

20h: Dança Afro

20h30: Apresentação: Tião Vieira e os Dois Pergaminhos

21h: Letícia Reis

21h30: Mestre Jonas

22h: Educação Pelo Tambor

22h30: Premiação

23h: Encerramento

Nos intervalos:

Djs: Rafa Ruts e R.Black

O Evento conta com o apoio da Coordenadoria de Igualdade Racial, Projeto Circuito Mambembar, Bangalô Cultural e Prefeitura Municipal de Contagem.

Será entregue o Prêmio BRAVUN! de Arte Afrobrasileira aos artistas e colaboradores de destaque presentes na noite.
Axé para todos!

REALIZAÇÃO:

Cris Braga

(31) 8422-2612


1 ano de RapMineiro.com – lançamento da Mixtape nº4

Eis que um dos nossos parceiros, o RapMineiro.com, completa em novembro 1 ano no ar! Parabéns aos caras!

Em comemoração, eles – que já lançaram três mixtapes com artistas do rap regional – lançam a 4ª mix. Está disponível para download, só clicar aqui. Confira as faixas:

1- Trajetoria Urbana ( Venda Nova – BH ) – Hip Hop
2- Nunga ( Ribeirão das Neves) – Quebrada e Estilo- Part. UDR
3- T.U ( Vila Paraiso – BH ) – Poços de Soluções
4- Elo de Função ( Itabira ) – Foi tudo um sonho bom
5- Reação Favela ( Itaipu – BH ) – Fluxo do Sistema
6- Nine IDF – P. Nunga ( Contagem) – Jardim Do Suicidio
7 – CDR Trincaments ( Olaria – BH ) – Tribulação
8- Underground e Cia ( Itabira ) – Tudo pra mim
9 – Vilania Fuza ( Venda Nova – BH ) – Origem Quieto
10 – Rap Homicidas ( Morro das Pedras – BH ) – De um lado pede paz, de outro pede Guerra
11- Relatos Perifericos ( Vila Cemig/ Conjunto Esperança BH) – Hip Hop é Mó Função
12- P.drao (Lindeia – BH) – Tão Trinca
13- Plataforma-91 (Venda Nova – BH) – Produtividade
14- Versos Reais (Ribeirão das Neves) – O cara era feliz
15- Dois lados do Morro ( Itabira ) – Libertando-se

Conheça o trabalho dos caras na web, vale a pena! Para ver as mixtapes anteriores, clique abaixo:

www.rapmineiro.com/cds/


1ª Noite de Intercâmbio Universitário Áfricas Brasil

No intuito de dar relevância as expressões de elo cultural e trazer à tona elementos que traduzam na sua íntegra, demandas e realizações da esfera artística, é criada a noite de intercâmbio cultural MANFRIQUÊ BRASIL / ÁFRICAS BRASIL, que visa em todos os seus quadrantes trazer contribuições singulares ás práticas de representação artística cada vez mais crescente, precipitando-se para questões que envolvam e contemplem as frentes culturais abrasivas, abrangendo também novos preceitos, novas linguagens e as variadas simbologias do fazer e do agir.

A busca pela nossa ancestralidade é colocada em pauta, como princípio para a compreensão do nosso eu e questões envolvendo o universo circundante. Torna-se necessário o firmamento de tais práticas sobressaltando e fazendo florescer o espírito de unificação em nossas práticas reais enquanto irmãos “AFRICANOS”, “BRASILEIROS”, ou enquanto “CIDADÃOS DO MUNDO”, sem destinação de gênero, raça, cor, credo ou opção sexual.

Variados artistas, grupos e bandas irão brindar você nesta noite que pretende tocar as suas raízes, trazendo ao palco aspectos da poesia, das artes, da música e da dança, procurando atingir todas as suas extensões de magnitude e beleza.

1ª NOITE DE INTERCÂMBIO CULTURAL “MANFRIQUÊ BRASIL”

SÁBADO, 11 DE DEZEMBRO DE 2010, 20h

DCE CASA DO ESTUDANTE/ PUC-MINAS – Av. Getúlio Vargas 85 B. Funcionários, BH (Próximo ao cruzamento da Av. do Contorno com Rua do Ouro)

Contatos:

Filipe Bandeira / 9311-4731/ 3786-3842
Leo de Jesus/ 8751-1102
Nazy Espirito Santo/ 9202-9873
manfriquebrasil@gmail.com


Parceria internacional

O Conexão Periférica, como a gente diz insistentemente, é um programa aberto à colaboração e ao trabalho coletivo. A atual parceria com o Coletivo Gera Ação e a nossa articulação com o Juventudes Urbanas é prova disso.

Mas mais prova é quem se interessa em participar do nosso trabalho. Desde o final de outubro, estamos com uma parceria, digamos, internacional. Stephanie Cleaver, fotógrafa australiana, esteve em visita às reuniões do Conexão no Espaço BH Cidadania Vila Fátima (onde hoje ocorrem as reuniões com o Gera Ação) convidada a conhecer o nosso trabalho.

Empolgada com o convite, Steph propôs um pequeno workshop de fotografia com o pessoal do Aglomerado. Pois é, estamos conversando, traçando os detalhes dessa oficina, mas é certo de que a oficina vai acontecer. Provavelmente em janeiro – data a ser confirmada. Enquanto não acontece o workshop, a Steph tem acompanhado os encontros de sábado do Conexão, propondo ideias para o desenvolvimento do projeto.

Confira um pouco do trabalho da Stephanie Cleaver que, mesmo iniciante em fotografia, já tem sensibilidade para captar belas imagens.

Este slideshow necessita de JavaScript.